Glassdoor - Uma empresa incrível para trabalhar e aprender | Glassdoor.com.br
  1. Útil (4)

    "Uma empresa incrível para trabalhar e aprender"

    EstrelaEstrelaEstrelaEstrelaEstrela
    • Qualidade de vida
    • Cultura e valores
    • Oportunidades de carreira
    • Remuneração e benefícios
    Funcionário em São Paulo, São Paulo
    Recomenda

    Trabalha na Glassdoor em

    Prós

    O Love Mondays é extremamente acolhedor. Todas as pessoas são gentis e colaborativas. Sentimos que estamos sendo guiados por propósito, que estamos de fato MUDANDO O MERCADO, ajudando pessoas a tomarem as melhores decisões de carreira e todos têm muito orgulho disso - da razão de existir da empresa. Como consequência, impactamos diretamente as empresas e impulsionamos melhoras significativas em seus ambientes de... trabalho - para os usuários finais. Aqui, não importa se você não sabe de algo - o importante é sua vontade de aprender. A gestão da área em que atuo é excelente, a equipe tem sinergia e apresenta performances fora da curva. Somos um time muito complementar, que possibilita aprender algo novo todos os dias e operar fora da zona de conforto com muita tranquilidade, visto que erros são vistos como oportunidades por aqui. A cultura da empresa é bem forte, então fica explícito aos funcionários o que é esperado deles. A autonomia que se tem por aqui é algo que realmente empodera o colaborados - você sente que confiam mesmo no seu trabalho! Há mulheres na liderança e isso é inspirador. Há uma tabela com cargos e salários para que as pessoas consultem o que é importante para seus próximos degraus na empresa. Considerando os novos tempos, o funcionário deve assumir o protagonismo sobre sua carreira e futuro profissional (e não deixar apenas na mão da empresa) - o que é totalmente possível aqui, visto que temos voz, reuniões mensais com nossos gestores, acesso aos fundadores da empresa, feedbacks periódicos e um clima bastante aberto para realizar escolhas, pedir conselhos e direcionamentos. Reconhecimento também acontece - e diria que eu fiquei até surpresa com a última rodada de feedback que tivemos, pois quase todas as pessoas que conversei tiveram aumento expressivo de salário. Recentemente, foi demandado um VR maior e, apesar do nosso VR estar dentro da média da região (R$27,00), a empresa não hesitou em aumentar para R$30,00. O horário é flexível e não se trabalha de forma exaustiva e sempre que você precisa resolver algum problema, precisa entrar mais tarde ou sair mais cedo, pode contar com a compreensão da empresa, então a percepção é bem diferente da avaliação abaixo. Os benefícios como happy hour (toda sexta), pizza e vídeo (a cada 15 dias), snacks free (diariamente), home office (a cada 15 dias) são ótimos! Todos aproveitam bastante e inclusive tudo o que é demandado a mais (sim, algumas pessoas ainda reclamam) a empresa escuta e há um esforço para tentar acatar.

    Mostrar mais

    Contras

    Com o crescimento acelerado - de clientes e também de equipes, é normal que se percam alguns processos e que você tenha um pouco de confusão e conflitos no início. É necessário ter uma postura mais profissional com o crescimento, são dores que passaremos e que ao final, serão benéficas para todos. Muitas coisas positivas não são comunicadas, então se você não comunica, parece que você não tem/não faz. É uma empresa... de cerca de 30/40 funcionários, e há alguns estagiários que naturalmente não são absorvidos, pelo próprio tamanho da empresa x proporção de estagiários nas áreas (embora eu já tenha visto promoções e efetivações entre esse público) - então o Love Mondays deve alinhar expectativas pois não basta haver uma pessoa incrível no time para que se abra uma posição nova só para absorver essa pessoa - abrir posições depende de planejamento, budget, etc - então isso deve ser explicado de forma mais clara para minimizar frustrações. Deveríamos investir em uma estrutura de RH e colocar mais em prática coisas que incentivamos que sejam feitas no mercado.

    Mostrar mais

    Conselho à presidência

    Tenho muito orgulho de trabalhar aqui e de ter ajudado a construir parte dessa história. PENSEM GRANDE, já somos internacionais.

    Glassdoor2019-02-28

Outras avaliações de funcionários

  1. "Avaliação Glassdoor/ Love Mondays"

    EstrelaEstrelaEstrelaEstrelaEstrela
    • Qualidade de vida
    • Cultura e valores
    • Remuneração e benefícios
    • Alta liderança
    Ex-funcionário - ESTÁGIO em São Paulo, São Paulo
    Recomenda
    Perspectiva neutra

    Trabalhou na Glassdoor em meio período

    Prós

    Muito aprendizado, transparência total, apoio ao estagiário, cerveja de sexta, espaço de descompressão, ambiente descontraído. Foi uma experiência incrível, no pouco tempo que passei lá foi o suficiente para me fazer crescer pessoalmente e profissionalmente. Ótimos colegas de trabalho. Fácil acesso á cargos de hierarquia.

    Contras

    Trabalho um pouco monótono, só isso.

    Conselho à presidência

    Continue crescendo como Glassdoor sem perder a essência Love Mondays.

    Glassdoor2019-08-06
  2. "Fuja de cargo operacional"

    EstrelaEstrelaEstrelaEstrelaEstrela
    • Qualidade de vida
    • Cultura e valores
    • Oportunidades de carreira
    • Remuneração e benefícios
    • Alta liderança
    Ex-estagiário - Moderador De Conteúdo em São Paulo, São Paulo
    Não recomenda
    Perspectiva neutra

    Trabalhei na Glassdoor em por menos de um ano

    Prós

    É meio difícil pensar nos pontos positivos, porque à primeira vista a Glassdoor parece ser a empresa perfeita para trabalhar, mesmo em um cargo operacional: ela se importa com a qualidade de vida do funcionário - temos uma prateleira de snacks à vontade, com diversos doces, tanto fitness, orgânicos, veganos, quanto doces comuns -, tem, sim, cerveja todas as sextas, e é um lugar bem limpinho. Temos o Max <3... doguinho fofo, e as pessoas são bem amigáveis, de modo geral. O VR então, sem condições, simplesmente o ideal para custo da região. Quanto a alta gestão: a Lu, CEO, é uma pessoa muito preocupada com o time de conteúdo, e é uma preocupação genuína, nada forçada para fazer aparência (ao menos pelo que eu percebi), e há muitas mulheres em cargo de liderança, o que é inspirador. Além disso, a maioria das pessoas ali (há exceções) vão te tratar muito bem, e você vai levar amigos para a vida

    Mostrar mais

    Contras

    A equipe de conteúdo é desestruturada e é, sobretudo, um cargo operacional. No início é meio difícil perceber isso, você se ilude achando que está na mesma hierarquia dos demais estagiários, mas conforme o tempo passa, várias ações pequenas (e algumas grandes) nos lembram constantemente de que não é bem assim... E é complicado porque o contrato é de 6 meses, então até você construir uma voz, perceber a... desvalorização enorme que o time sofre, e entender que você tem um local de fala na empresa para poder dar um feedback sobre isso, já se passaram 5 meses e você está no fim do estágio, preocupado e estressado demais com o desemprego para gastar estresse com algo que dificilmente você será ouvido... Porque eu nem sei mais se somos ouvidos ou não, sinceramente. O que eu sei é que eu tenho liberdade para falar o que eu estou pensando, mas eu sinto que não faz diferença nenhuma na empresa. Eu sinto que minha voz e minhas opiniões duram aqui o mesmo tempo que o contrato dura: 6 meses. Ou menos. E nem ecoa dentro do time, quanto mais fora dele. E essa rotatividade, pra mim, não faz sentido. As justificativas não fazem sentido. Dizem que a curva de aprendizado diminui, mas e a qualidade de vida do estagiário? Eu não posso dizer que eu não aprendi nada, e que isso não foi enriquecedor, porque foi, e realmente depois de 6 meses não existem coisas novas para aprender, mas o que eu vejo com esse lance de curva de aprendizado é que, para a empresa, o conteúdo é infinitamente mais relevante do que a qualidade de vida das pessoas que compõem o time. Não é saudável você abraçar alguém por 6 meses, e depois soltar; não é saudável você cobrar metas e metas de um universitário que está preocupado em ser descartado por uma empresa que finge que se preocupar com ele; que, além de dar conta das responsabilidades da faculdade e do trabalho, também tem que procurar um outro estágio porque esse tá acabando… Em geral a preocupação do resto da empresa, em especial o time de marketing, com o time de conteúdo se resume a fiscalizar certos benefícios que algumas pessoas acham que você, por fazer parte de um time operacional, não devia ter. Aliás, o time de marketing é um time prejudicial para o time de conteúdo: não são todos, mas há pessoas que estão no marketing que não perceberam que não estão mais no ensino médio. A imaturidade toma conta e incomoda porque se alguém não for com a sua cara, essa pessoa vai ficar atrás de você como um fantasma que quer te ver falhar, e vai contribuir ativamente para que isso aconteça. No fim do meu contrato, houve tão pouca empatia que ao invés de ser um mês memorável e tranquilo para eu buscar novas oportunidades no mercado de trabalho, se tornou um mês que eu só desejava que acabasse logo - mesmo que isso significasse que a bolsa, os benefícios, a rotina com minha equipe (muito querida) e o VR acabariam também. Enfim. Outra coisa que me incomodou demais assim que eu pisei na Glassdoor foi a falta de incentivo à cultura de diversidade, por mais que exista muita mulher em cargo de liderança. Não vi nenhum esforço para contratar funcionários negros. No fim das contas, acho que se você quer participar de qualquer time da Glassdoor que não seja o de conteúdo, talvez você poderá ser feliz, sim, mas para ser estagiário no cargo de moderação de conteúdo: foge.

    Mostrar mais

    Conselho à presidência

    Monte uma estratégia para valorizar o time de conteúdo, mostre a importância do nosso trabalho para o resto da empresa.

    Glassdoor2019-10-18

Descobrir mais avaliações da Glassdoor.