questionário de entrevista

4 dicas para fazer o questionário de entrevista perfeito

Cultura, fit, capacidade técnica, perfil comportamental. Durante o processo seletivo, os recrutadores tentam encontrar a pessoa que melhor se encaixe em todos esses critérios. Para conseguir avaliar melhor os candidatos, o recrutador precisa ir para a entrevista bem-preparado e um roteiro de perguntas facilita muito o trabalho. 

Para te ajudar, elaboramos um guia com 4 dicas simples para começar a estruturar um questionário de entrevista.

1. Faça uma lista do que procura

Se você está fazendo um processo para substituir alguém, existe uma tendência natural de iniciar o recrutamento com base no perfil da pessoa que ocupava a vaga anteriormente. Antes de começar a procurar, aproveite a oportunidade para repensar todos os critérios e requisitos da posição. Alinhe também cultura, valores, fit com a equipe atual e a liderança. Com isso em mente, você pode começar a estruturar as melhores perguntas para fazer durante o processo seletivo. 

2. Vá além das perguntas comuns no questionário

É importante pensar em perguntas provocativas, para conseguir avaliar melhor os candidatos. Em geral, ao participar de um processo seletivo, a maioria das pessoas já conhece algumas perguntas comuns. Busque pensar em questões não tão convencionais, como as perguntas situacionais, para extrair algo de diferente da pessoa que está sendo entrevistada. 

3. Tente conhecer a pessoa

Os candidatos costumam abordar uma entrevista como uma oportunidade para expor suas realizações e mostrar que têm potencial para desempenhar um excelente trabalho. Mas essa abordagem pode levar a uma interação mais impessoal. Quando estiver elaborando seu questionário de entrevista, busque pensar também no lado pessoal. Veja aqui mais algumas dicas para realizar uma excelente entrevista.

4. Tenha toda a empresa em mente

Mesmo que você esteja contratando um cargo por vez, é necessário contratar com toda a empresa em mente. Pode ser fácil pensar na sua lista de vagas em aberto como uma série de caixas não relacionadas, mas, na realidade, elas estão todas interconectadas. Cada contratação e promoção afeta diretamente na cultura da organização e nos resultados de negócio, além de servir como um ímã para outros novos talentos.