9 estratégias para atrair mais mulheres em tecnologia

Contratar mulheres para trabalhar nas áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática apresenta um desafio: esse público constitui pouco mais da metade dos trabalhadores com formação universitária no geral, mas representa apenas 25% dos profissionais dessas áreas com formação superior.

No entanto, as empresas que investem na contratação e retenção de mulheres nessas carreiras podem obter vantagens. O Fórum Econômico Mundial projetou que a correção da segregação de gênero no trabalho e no empreendedorismo poderia aumentar a produtividade global em até 16%. E, segundo a Deloitte, organizações que se preocupam com a diversidade geram 1,4 vez mais receita e têm 1,7 vez mais chances de serem líderes de inovação em seu mercado.

Veja a seguir estratégias para atrair mais mulheres em tecnologia, ciência e outras áreas em que elas ainda não tenham tanta presença na sua empresa.

  1. Seja transparente quanto aos seus objetivos e ao status atual de diversidade na empresa

Deixe claro publicamente que sua empresa tem metas referentes à diversidade e acompanhe esse progresso. Isso ajudará a engajar os demais membros da empresa a se comprometerem com esse objetivo também.

  1. Nutra futuros candidatos

Envolva os funcionários com ONGs locais e demais projetos que incentivem meninas e mulheres na tecnologia, ciência, engenharia e matemática.

  1. Use técnicas padronizadas de entrevista baseadas em competências

Essas práticas minimizam a subjetividade e o preconceito. Foque em pedir aos candidatos que deem exemplos situacionais de quando realizaram tarefas ou atingiram resultados específicos usando suas habilidades.

  1. Compartilhe histórias de funcionárias

Todo mundo adora uma boa história, incluindo os candidatos às suas vagas. Destaque as histórias de funcionárias em seu blog de carreiras, por meio de vídeos e mídias sociais.

  1. Cuidado com o viés no seu job description

Separe as habilidades estritamente necessárias daquelas que são diferenciais: pesquisas mostram que é improvável que mulheres se candidatem a um cargo a menos que atendam a 100% dos requisitos, enquanto os homens costumam se inscrever se cumprirem 60% deles. Veja mais.

  1. Mensure a inclusão e pertencimento

Contratar mulheres e minorias é positivo, mas você também deve manter uma cultura que os apoie. Faça regularmente pesquisas com seus funcionários que incluam perguntas medindo aspectos ligados à inclusão, como o senso de pertencimento e quão confortáveis as pessoas se sentem sendo elas mesmas dentro da empresa.

  1. Celebre os marcos relacionados à diversidade

Mesmo as vitórias “pequenas”, como o aumento da representação minoritária para um programa interno, contribuem para o progresso. Comemore as contribuições da equipe tecnológica feminina, bem como as conquistas de suas equipes de contratação.

  1. Compartilhe o compromisso da sua empresa com a diversidade e a inclusão

Os candidatos querem saber que você não está apenas tentando atender a uma cota, mas que sua empresa realmente valoriza uma diversidade de opiniões e perspectivas. Destaque esse ponto sempre que possível.

  1. Capacite as mulheres no local de trabalho

Políticas de trabalho flexíveis, benefícios para mães e pessoas que retornam da licença-maternidade e grupos internos de discussão acabam contribuindo para o engajamento de longo prazo das mulheres.

 

Fontes:
Department of Commerce Economics and Statistics Administration dos Estados Unidos, Mulheres em STEM: Atualização de 2017;
Fórum Econômico Mundial, Campos STEM ainda apresentam um desequilíbrio de gênero. Veja o que podemos fazer sobre isso, 16 de março de 2017;
Bersin by Deloitte, Previsões para 2017, dezembro de 2016;
Josh Bersin, Por que a diversidade e a inclusão se tornaram uma prioridade de negócios, dezembro de 2015