Employee experience

Tendências para o mercado de trabalho em 2019

A evolução das tecnologias promove também rápidas mudanças no comportamento das pessoas e na forma como elas se organizam nos mais diferentes aspectos da sociedade, inclusive no mercado de trabalho.

Para ajudar você a entender o que vem pela frente, reunimos 3 grandes tendências para o mercado de trabalho em 2019 (e para os próximos anos). Acompanhe:

1. Empoderamento dos funcionários

A tecnologia tem garantido voz a diversos grupos e o mercado de trabalho está acompanhando essa tendência. Luciana Caletti, CEO e cofundadora da Love Mondays, afirma que os funcionários estão cada vez mais empoderados para cobrar posições éticas nas empresas: “Eles internalizam a cultura e os valores do lugar onde trabalham e cobram uma postura condizente daqueles que ocupam cargos de liderança”, explica. “Plataformas online como têm fomentado esse empoderamento ao fornecer mais uma ferramenta para que essas pessoas se expressem com segurança e sejam ouvidas”, completa.

2. Transparência nos processos seletivos

Embora o ambiente de trabalho esteja mais transparente na comparação com dez anos atrás, ainda há muito o que melhorar quando o assunto é processo seletivo. Um quarto de todos os participantes nunca receberam um feedback das empresas, segundo levantamento com base em mais de 27 mil relatos de usuários.
O próximo ano vem com novos ares para os processos seletivos. O chamado candidate experience (experiência do candidato) deve ganhar mais atenção das empresas, que estão recebendo concorrentes cada vez mais críticos para suas vagas. “Os profissionais de RH têm percebido que a transparência durante esse processo não só melhora a satisfação do candidato, mas também diferencia a empresa na competição para capturar um talento”, comenta Luciana.

3. Foco na qualidade de vida

Daqui para a frente, as pessoas passarão a valorizar cada vez mais o significado do seu trabalho. Uma promoção não será mais o fator decisivo para a permanência em uma empresa e terá menos peso na hora de uma grande decisão de carreira.

Um estudo do Glassdoor mostra que, para todos os níveis de renda, o principal indicador de satisfação no local de trabalho não é o salário, mas a cultura e os valores de cada organização, seguidos de perto para a qualidade de liderança e oportunidades de carreira na empresa.

Em contrapartida, muitas empresas começaram a olhar seriamente para a satisfação de suas pessoas e passaram a estruturar ações e benefícios para isso. Ferramentas tecnológicas também entram aqui como auxiliadoras: somos uma das principais consultas quando o assunto é a opinião interna de uma empresa.

 

Leia também: 3 tendências para recrutamento em 2019.