SAP

Transparência é fundamental, diz Diretor de RH da SAP, eleita melhor lugar para trabalhar no Brasil

Vencedora da lista 2020 do prêmio Melhores Lugares para Trabalhar do Glassdoor no Brasil, a SAP aposta em uma cultura que valoriza a diversidade, a transparência e o engajamento durante toda a jornada do colaborador. "Mapeamos os momentos marcantes da jornada desde o momento em que a pessoa se interessa pela empresa, passando pela admissão, promoção e finalmente a saída ou aposentadoria, além de momentos como o retorno de uma licença médica. Queremos tornar esses momentos memoráveis para gerar maior engajamento com o propósito da organização", explica Marcelo Carvalho, Diretor de RH da SAP Brasil

Diferentemente de outros prêmios sobre local de trabalho, o Melhores Lugares para Trabalhar do Glassdoor é feito com base na contribuição de funcionários que voluntariamente fornecem sua avaliação de forma sigilosa sobre a empresa na plataforma. Neste ano, 10 listas foram divulgadas simultaneamente em 9 países, incluindo Brasil, México e Argentina. O prêmio reconhece empresas também nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, França, Alemanha e Singapura.

Os vencedores são determinados usando um algoritmo proprietário do Glassdoor e a nota de cada empresa leva em conta a quantidade, qualidade e consistência das avaliações enviadas por funcionários sediados no Brasil entre 23 de outubro de 2018 e 21 de outubro de 2019. A SAP, empresa vencedora do ranking do Brasil em 2020, foi classificada com nota geral 4.6 de 5 pontos possíveis. 

Veja a seguir a conversa do Glassdoor com Marcelo Carvalho, diretor de RH da SAP Brasil, e descubra o que ajudou a empresa a ser a número 1 da lista brasileira.  

Parabéns pelo prêmio! Por que você acredita que a SAP conquistou o primeiro lugar da lista do Glassdoor? 

O prêmio reflete os esforços do RH e de toda a liderança da empresa, engajados para construir processos sólidos de atração, retenção e valorização dos nossos profissionais, somados às políticas consistentes de RH sobre remuneração e benefícios, cultura, aprendizado e desenvolvimento. A SAP tem o propósito de ajudar o mundo a funcionar melhor e a melhorar a vida das pessoas e, nesse sentido, começamos por engajar todos os nossos colaboradores ouvindo e convidando a todos a participarem nos planos de ações. A transparência é fundamental para discutirmos o que precisa de atenção e o que pode ser feito e, sem dúvida, contar com o engajamento de todos é fundamental nessa jornada. 

A que estratégias de gestão de pessoas você atribui essa conquista? 

Nossa estratégia é melhorar a experiência de cada colaborador. Mapeamos os momentos marcantes da jornada desde o momento em que a pessoa se interessa pela SAP, passando pela admissão, desenvolvimento, promoção e finalmente a saída ou aposentadoria, além de momentos como o retorno de uma licença médica, ou quando ela recebe feedback. Queremos tornar esses momentos memoráveis e marcantes para gerar maior engajamento com o propósito da organização. 

Além disso, fortalecemos nosso programa de Proposta de Valor das nossas equipes. A partir de uma pesquisa interna, com colaboradores do mundo todo, lançamos a campanha de marca empregadora com o slogan “Eu sou SAP” (I AM SAP), uma evolução da campanha “Traga tudo que você é e transforme-se em tudo que você quer” (Bring everything you are, become everything you want). Este projeto reflete um valioso senso de pertencimento e poder de transformar a própria companhia, aliada a oportunidades reais de desenvolvimento de carreira dentro e fora do país. 

Como você define a cultura da SAP? 

Uma cultura que valoriza a diversidade, pois acreditamos que assim somos capazes de gerar valor para a organização, para nossos parceiros, clientes e seus respectivos clientes. A transparência é um pilar forte que cria oportunidades para prover feedback e debater ideias. Acreditamos na pluralidade de gerações coexistindo e trocando experiências. E somos uma empresa realmente de portas abertas, onde todos os funcionários têm acesso a qualquer nível hierárquico dentro da organização, incluindo os estagiários, que têm reuniões esporádicas com os presidentes, tanto no SAP Labs como na SAP Brasil.   

 Quais são os principais benefícios oferecidos pela SAP aos seus colaboradores? E como as estratégias de benefícios são utilizadas para a retenção? 

Nós oferecemos benefícios flexíveis que permitem a cada colaborador adaptar suas escolhas ao seu momento de vida. Focamos muito no Programa de Saúde, inclusive Saúde Mental, criando um ambiente seguro para debater o tema. Oferecemos um Employee Assistance Program extensivo ao grupo familiar que fornece auxílio psicológico, financeiro e jurídico totalmente confidencial e sem custo. Também temos Seguro Saúde e Dental extensivo a parceiros do mesmo sexo e check-up anual para todos, licença-maternidade e paternidade diferenciadas, vale-refeição, alimentação, previdência complementar e um portfólio robusto de treinamento virtual e práticas presenciais tais como Mentoring, Coaching e Shadowing. 

Além disso, temos um ambiente de trabalho flexível com oportunidades de trabalho remoto. O contínuo programa de desenvolvimento e promoção de novos líderes é catalisador para a manutenção e contínuo aperfeiçoamento do ambiente de trabalho e promoção do trabalho em equipe e inclusão. 

A SAP tem programas estruturados para fomentar a diversidade e a inclusão dentro da empresa. Você pode contar mais sobre eles?

Sim, temos uma liderança global e regional dedicada ao tema Diversidade & Inclusão. No Brasil, já temos formadas algumas redes de colaboradores. 

A BWN – Business Women Network trata da questão de gênero. A SAP Brasil tem a certificação EDGE, padrão global em igualdade de gênero, no nível Move, que é o segundo de uma escala de três. Também recebemos recentemente o Prêmio WEPs (Princípios de Empoderamento Feminino) da ONU, no nível Ouro.

O Pride@SAP aborda a questão LGBT. A empresa é signatária da carta compromisso do Fórum de Empresas e Direitos LGBT. A nossa rede é uma das maiores da SAP no mundo. Já o programa BEN – Black Employee Network discute a questão racial no país. Neste tema buscamos ampliar a base de recrutamento para trazer mais talentos para a empresa, em parceria com universidades como a Zumbi dos Palmares.

O DAP – Different-Abbled People é dedicado a pessoas com deficiência. Temos um programa global de Autism@Work e no Brasil empregamos 14 pessoas com TEA (Transtorno do Espectro do Autismo). Também contamos com a ajuda de consultorias para atrair talentos. E começaremos em breve a Generations, que abordará a troca entre as cinco gerações que temos trabalhando na empresa.

 A SAP está com vagas abertas? Em quais áreas pretende contratar mais nos próximos meses? 

Estamos em expansão no SAP Labs Latin America, nosso laboratório de desenvolvimento que fica localizado no campus da Unisinos, em São Leopoldo/RS. Atualmente, 1.300 colaboradores trabalham nessa unidade e estamos iniciando a construção do terceiro prédio, que ampliará as instalações para quando atingirmos 2 mil funcionários em 2022. Seguindo o ritmo de crescimento dos últimos 3 anos, a previsão para 2020 é contratar entre 300 e 400 novos profissionais das áreas de desenvolvimento de software e suporte técnico. Além disso, continuamos contratando para equipes de vendas de tecnologia e implementação de sistemas SAP.  

Quais são as principais características do processo seletivo da empresa? 

Prezamos por criar uma experiência positiva desde o primeiro momento em que o profissional ou estudante se interessa pela SAP. Acompanhamos a jornada dos candidatos, antes mesmo da sua candidatura para alguma oportunidade, a partir dos nossos canais nas redes sociais – e incentivamos nossas equipes a compartilharem informações sobre o nosso dia a dia. Assim somos ainda mais transparentes sobre nossa cultura e a forma de trabalhar da SAP. Utilizamos vídeos para descrição de cargos e fazemos algumas lives para esclarecer os candidatos – internos e externos – abordando eventuais dúvidas sobre o processo e a posição com vaga em aberto.   

Utilizamos nossa solução de recrutamento para auxiliar nossos líderes a serem mais efetivos na condução do processo de entrevistas e adotamos inteligência artificial para melhorar processos repetitivos como marcação de entrevistas. Em breve lançaremos o chatbot, facilitando a comunicação com os candidatos. E, mais importante, queremos garantir um processo livre de vieses, desde a construção da descrição da vaga até o processo de entrevista, na qual sempre teremos representatividade de gênero no processo.

 O que normalmente é esperado dos candidatos? 

Criatividade, inovação e “can-do attitude”, ou seja, que saibam olhar oportunidades e produzir soluções de negócio onde muitos veem somente problemas. Também valorizamos que tenham curiosidade e acreditem em um mundo em constante transformação e no qual o processo de aprendizado é contínuo. E que valorizem as relações pessoais e entendam que a ética, a diversidade e atitude de inclusão são inegociáveis na SAP.