Cresça profissionalmente

6 profissionais contam o que aprenderam depois de se tornarem mães

Publicado por Equipe do Glassdoor

Especialistas em conselhos de carreira

11 de maio de 2017
|4 min de leitura

Continuar crescendo no trabalho ou se dedicar aos filhos? Maternidade e carreira são dois temas que costumam assustar muitas profissionais. No livro Ganhar, Gastar e Investir: o livro do dinheiro para mulheres, as autoras Denise Damiani e Cynthia de Almeida trazem uma boa perspectiva sobre maternidade e carreira:

“Há uma extensa polêmica a respeito da possibilidade de conciliar os papéis de mãe e profissional (...) Não se trata de fingir que a dificuldade não existe. O que está errado é achar que você tem que escolher entre a maternidade e a carreira. Pode e deve ficar com as duas, mesmo que em alguns momentos você tenha que priorizar uma ou outra. ”

Ao falarmos sobre maternidade e carreira, é comum que um grande X apareça entre as duas palavras. Cada vez mais, as mulheres estão provando que as duas coisas podem, sim, caminhar juntas, que é possível crescer na carreira sem deixar de dedicar tempo aos filhos. Para provar essa teoria, conversamos com seis mulheres bem-sucedidas sobre as lições que conseguiram agregar no trabalho depois de se tornarem mães e as respostas são surpreendentes!

Confira:

  1. Gestão de tempo mais eficiente

“Assim que voltei de licença maternidade, fui promovida. Por isso, associo a maternidade com desenvolvimento profissional e de liderança. Depois que minha filha nasceu, aprendi a gerir melhor meu tempo e minhas atividades. Sempre tive todo o apoio da cervejaria, por isso sei que é possível ser mãe e trilhar uma boa carreira. ” - Carolina Nastari, Gerente de Contas da Ambev

  1. Saber delegar e priorizar

“Depois de ter um bebê, o seu tempo se torna ainda mais limitado. Assim, aprendi a ser muito objetiva ao priorizar minhas atividades, delegar mais e ser mais efetiva nas reuniões. Também comecei a ser mais pontual, já que tenho hora marcada para voltar para casa e alimentar o bebê. ” - Luciana Caletti, CEO do Love Mondays

  1. Empatia a mil

"Depois de me tornar mãe, aprendi muito sobre otimização do meu tempo. Hoje sou uma pessoa mais multitarefa do que nunca e tenho ainda mais respeito pelo ser humano. Agora, me coloco mais no lugar das pessoas do que antes, buscando entender as diferenças e as dificuldades.” - Juliana Camargo, Gerente de Contas do iFood

  1. Ouvindo a intuição

“Está no DNA da General Mills cuidar das pessoas e nutrir vidas, assim como no DNA das mães. Quando a gente se torna mãe, vivencia estes valores e isso se reflete na nossa rotina, no nosso trabalho. Sempre gostei de atuar focada nas pessoas e suas motivações, mas isso se tornou mais latente depois que me tornei mãe. Hoje sou melhor ouvinte, observo mais as pessoas e as situações antes de tomar decisões. Muitas vezes sigo não só a razão, mas a intuição e confesso que em um ambiente tão volátil como o nosso (e o dos bebês) muitas vezes a intuição é a melhor conselheira. “ - Cinthia Rossi, Gerente de Compras da General Mills

  1. Foco e prioridades em dia

“Hoje, vivenciando a rotina de trabalho e maternidade, vejo o esforço físico, mental e emocional necessários para equilibrar as atividades diárias. Aprendi a definir melhor o que são prioridades, colocando foco naquilo que realmente é importante e relevante para nosso negócio. A empresa me deixa bastante segura e tranquila quando necessito de tempo para atender alguma necessidade especial do meu filho, quando ele fica doente por exemplo. Sei que posso cuidar dele no tempo necessário e que terei o respaldo da minha gerência e equipe.” - Michelle Yanaba, Consultora de Negócios Oncologia da Takeda

  1. Sem medo das crises

O que a maternidade agregou de melhor no meu trabalho foi a capacidade de gerenciar crises e desenvolver o poder de negociação. Estou o tempo todo resolvendo conflitos, criando soluções, negociando com fornecedores, parceiros, equipes e áreas internas da empresa. A maternidade também me ensinou a ter foco e disciplina, além de ter me dado um motivo que faz tudo valer a pena e me faz acordar motivada todas as manhãs: trabalhar para proporcionar o melhor para a minha filha, para ter férias e poder viajar com ela. Ser mãe e profissional é cansativo, louco e intenso, mas é uma experiência maravilhosa. “ - Pollyanna Wang, Gerente de Compras da Privalia

Veja também: 5 empresas com mulheres no comando que têm satisfação acima da média

Para demandas de imprensa, entre em contato com imprensa@lovemondays.com.br

Tags: