Comunicação, Cresça profissionalmente

Como lidar com seu chefe enquanto trabalha de casa

gestor remoto

Assim como o home office não é para todo mundo, lidar com um gestor remoto também pode não ser. Afinal, manter uma boa relação com um chefe que não está ao seu lado fisicamente requer alguns cuidados e habilidades específicos.  

A primeira coisa a se ter em mente é a comunicação. Saber se comunicar é bom em qualquer contexto, mas quando você está fazendo home office isso passa a ser absolutamente obrigatório. Especialmente no começo, comunique-se com seu gestor continuamente — a respeito de sua agenda, planejamentos,  resultados, dúvidas, preocupações… Tudo o que possa impactar seu trabalho.

E engana-se quem acha que se trata apenas de mostrar ao chefe que está trabalhando. É preciso saber se comunicar bem sobretudo para que ele ou ela saiba do que você precisa para obter bons resultados.  Afinal, não dá para simplesmente ir até a mesa da pessoa e perguntar alguma coisa – e nem as ferramentas de comunicação instantânea substituem esse contato. Você pode enviar mensagens por Slack a qualquer momento, mas pode ser que a pessoa esteja concentrada em outra coisa e demore para responder. Se a encontrasse na copa, é claro, não teria esse problema. 

Por isso, também é necessário ser bom em planejamento: para qualquer projeto, é preciso pensar no que você precisa do seu gestor e pedir tudo com antecipação. Suas reuniões a distância, portanto, precisam ser planejadas com ainda mais atenção para garantir que abordarão as questões mais importantes. 

Veja outras dicas para garantir uma relação positiva e produtiva com seu gestor ou gestora em seu trabalho remoto: 

Comunique-se de forma inteligente. 

Quando for marcar reuniões com o seu chefe, faça isso sabiamente. Se já sabe que as tardes são difíceis para você, não marque uma reunião 1:1 para depois do almoço. Além disso, fale abertamente sobre seu nível de estresse ou outras coisas que estejam acontecendo que possam ter efeitos no seu desempenho. Até o gestor mais empático pode ter problemas em identificar isso a distância. 

Procure conhecer seu gestor. 

Se tiver a oportunidade, pergunte sobre coisas como o seu estilo de comunicação, o que gosta e o que não gosta e, especialmente, o que o deixa irritado. Pode ser que essas coisas passem batido quando se está junto em um mesmo escritório, mas a mudança para uma rotina remota talvez revele ranços escondidos. 

Use o vídeo.

É possível fazer reuniões por telefone, mas todos nós sabemos o quanto nossos gestos e expressões faciais acrescentam à comunicação. Portanto, sugira ao seu chefe usar vídeo em suas reuniões. Assim, a conversa será mais rica e produtiva — e vocês se sentirão mais próximos.  

Faça com que seja fácil para seu gestor saber o que você está fazendo. 

Isso é especialmente importante no início dessa relação a distância, pois ajuda a criar um vínculo de confiança. Se para vocês dois funciona ter uma atualização uma vez na semana, faça isso. Se for melhor uma atualização diária, faça isso. Faça bom uso da tecnologia. Pode ser útil colocar tudo em seu calendário e compartilhá-lo com seu gestor. Dessa forma, fica muito mais fácil acompanhar seu trabalho sem precisar lhe fazer interrupções — e saber que a pessoa tem essa visibilidade ajudará você a trabalhar de forma mais produtiva. 

Esteja aberto para o feedback e faça perguntas. 

Às vezes, os conselhos e respostas vão ficando tão curtos e rápidos na comunicação por e-mail ou Slack que deixam de fazer sentido. Se você não concorda com algum feedback ou não o entendeu bem, pergunte. Afinal, se não compreendeu a mensagem, não poderá implementá-la corretamente. É muito melhor ter certeza de que estão na mesma página antes de começar a mudar as coisas. 

Lembre: há mais liberdade quando se trabalha de casa, mas você não é seu próprio chefe. 

Não caia na ideia de que, por não estar trabalhando ao lado do seu chefe, você pode deixar de prestar contas. A menos que ambos tenham combinado anteriormente, seu gestor deve saber antecipadamente se pretende tirar um dia de folga ou ir para um médico. Se assumir que pode fazer o que quiser, você cai no risco de colocar seu chefe numa posição desconfortável com outras pessoas, o que obviamente vai ter um reflexo negativo na sua imagem. Se seu gestor sabe onde você está, poderá te defender quando alguém estiver perguntando.