Conquiste o emprego, Dicas de currículo, Dicas de entrevista

Inbound Recruiting: uma nova forma de ser contratado pelas empresas

Inbound Recruiting: uma nova forma de ser contratado pelas empresas

O setor de Recursos Humanos tem novidades para o recrutamento: diversas técnicas estão sendo adaptadas de outras áreas de conhecimento, como o Marketing, para ajudar empresas a selecionarem os melhores talentos para suas oportunidades. É dessa forma que o Inbound Recruiting está sendo adotado por diversos recrutadores.

Essa é uma forma diferente de realizar recrutamento, fugindo das etapas mais tradicionais de um processo seletivo. Com ajuda do Marketing, os recrutadores conseguiram criar novas estratégias para conectar os profissionais com a empresa empregadora. Os candidatos vão sendo educados em etapas que se dividem como um funil, até que estejam “maduros” o suficiente para receberem uma proposta de emprego.

Mas como isso se aplica, na prática, para o recrutamento de funcionários? E o que você, como candidato, precisa saber? Descubra o Inbound Recruiting:

Para que serve o Inbound Recruiting

Muitas vezes existe um desalinhamento grande entre os esforços que uma empresa faz para ser mais atrativa aos profissionais e a percepção que eles têm sobre ela, o que influencia diretamente na vontade de se candidatar a uma vaga.

Para solucionar esse problema, os times de RH podem estudar técnicas de Inbound Marketing e adaptá-las para o mercado corporativo, trabalhando com contratações em vez de vendas, como seria tradicionalmente feito pelo Marketing.

O grande objetivo da técnica é aumentar a atratividade da empresa enquanto marca empregadora ao mesmo tempo em que se “educam” os possíveis candidatos sobre a cultura e os valores da companhia.

Assim, aumentam consideravelmente suas chances de fazer uma oferta de emprego para profissionais que já estão alinhados com sua cultura e que têm uma ideia mais realista sobre como é trabalhar lá.

Como funciona para os candidatos

Após a empresa entender com que tipos de profissionais gostaria de se comunicar, é hora de começar a investir em ações que a ajudarão a se aproximar de possíveis candidatos.

Uma das possibilidades de se trabalhar esse relacionamento é com o uso das redes sociais. Algumas empresas passaram a divulgar publicações que contam como é trabalhar lá, bem como artigos que falem especificamente sobre a área para a qual desejam contratar.

Eventos com assuntos específicos também podem ser organizados, como “meetups”, “talks” e outros tipos de encontros com o objetivo de discutir sobre uma área de atuação isso é comum para a área de tecnologia, por exemplo. Essa é uma boa forma de a companhia oferecer um conteúdo de qualidade e fomentar o interesse das pessoas em trabalhar lá.

Com base no engajamento em ações como essa torna-se possível detectar candidatos para uma vaga. É como se os profissionais identificados nessa primeira fase estivessem passando para a próxima etapa do funil de relacionamento, que os classifica com base no grau de entendimento sobre a empresa e a possibilidade de aceitar uma proposta para trabalhar lá.

Ao final desse processo, o RH estará apto a convidar profissionais com maior probabilidade de aceitar um emprego ou seja, mais próximos do fundo do funil de relacionamento com a empresa.

Fique atento quando você receber convites frequentes de empresas para eventos que falem sobre sua área de atuação ou assuntos pertinentes para seu perfil profissional: ela pode estar tentando te contratar!


Leia também:

Currículo: o guia completo para se destacar

8 perguntas que você precisa saber responder em uma entrevista de emprego

4 sinais de que você foi bem na entrevista de emprego

Entrevista de emprego: o guia completo para conseguir a vaga